Você está andando pela mata quando de repente escuta o barulho que lhe faz lembrar um chocalho. Ou você está em casa e resolve acender a lareira e quando vai pegar a madeira sente uma picada leve de uma aranha pequena. Este dois exemplos representam casos sérios de risco à sua saúde. Isso porque, estamos falando de uma cascavel e de uma aranha marrom. Apesar da diversidade de animais peçonhentos, existem alguns cuidados que podem te ajudar a sobreviver em situações de emergência (que nem são tão raras assim).

No mês de agosto, a Socioambiental deu continuidade ao treinamento de Segurança, Meio-ambiente e Saúde (SMS), desta vez dando destaque para noções básicas sobre acidentes com animais de importância médica. O biólogo Renato Franke foi o responsável por ministrar os dois encontros, que além de cobras e aranhas abordou sobre escorpiões, abelhas, lagartas e águas-vivas.

O objetivo do treinamento não era tornar a equipe da Socioambiental especialista na identificação de espécies, mas sim torná-la  apta para reconhecer situações de risco durante o trabalho no  campo e saber como previnir acidentes e qual é a primeira medida a ser tomada caso ocorra.

Neste vídeo resumimos um pouco de como foi o treinamento, deixando algumas dicas sobre cobras e aranhas!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *