O rio Teles Pires é extenso, nasce no Cerrado e deságua na Amazônia, no mesmo ponto que o Juruena, onde, juntos formam o rio Tapajós. São 1432 km de comprimento, que, ao longo do ano, variam entre água escura na cheia e cristalina na seca. Para a pesca esportiva, não faz diferença, é sempre bom. O local é conhecido pela fartura e diversidade de peixes grandes. Leia mais

A equipe da Socioambiental descobriu na pele porque o Exército brasileiro precisou de quatro expedições para derrotar os sertanejos liderados por Antônio Conselheiro na Guerra de Canudos. A geografia da região é um desafio para qualquer forasteiro. O sertão baiano é marcado pela escassez e distribuição irregular de chuva, que causam secas prolongadas, como descreve com precisão Euclides da Cunha em seu livro “Os Sertões”, que narra o conflito do início do século passado. Os técnicos da Socioambiental, na busca por nascentes de rios, primeiramente recorreram ao uso  de equipamentos modernos como drones e GPS. Porém, somente com o apoio de um guia local foi possível explorar a região de Umburanas (localidade a aproximadamente 300 km de Canudos) e realizar o Monitoramento da Qualidade de Água, atendendo o Plano Básico Ambiental (PBA) do Complexo Eólico de Umburanas, empreendimento da Engie Energia. Leia mais


É uma relação que já tem história para contar. Nessas mais de duas décadas trabalhando juntos, a Socioambiental foi a responsável em 1996 pelo estudo ambiental da estrutura existente, também a autora dos Estudos de Impacto Ambiental (EIA) do Eco-resort Ilha de Porto Belo e do detalhamento dos planos e programas que compõem o Plano Básico Ambiental (PBA).

Leia mais

A equipe da Socioambiental decolou terça-feira (12/02) para dar início à oitava Campanha de Avistagem Aérea do Projeto de Monitoramento de Cetáceos na Bacia de Santos (PMC-BS). Nos próximos dias, cinco pesquisadores estarão sobrevoando a Bacia de Santos observando e fazendo o registo fotográfico de baleias e golfinhos avistados. O objetivo é a coleta de dados para atender os objetivos do Projeto, de registro de espécies, abundância e época de ocorrência, atendendo assim às exigências do IBAMA para a exploração de petróleo pela Petrobras na região do pré sal na Bacia de Santos.

Leia mais

Os resultados obtidos no terceiro ano de monitoramento de cetáceos na Bacia de Santos foram expostos a representantes dos órgãos envolvidos no projeto na Reunião de Análise Crítica (RAC). O evento ocorreu no Rio de Janeiro na quinta-feira da semana passada (13/12). Estavam presentes encarregados do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) , ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade), ICMBIO/CMA (Centro Mamífero Aquático), INEA (Gerência de Fauna), pesquisadores do projeto, convidados externos e representantes da Petrobras, a contratante do projeto.

Leia mais

Na semana de 05 a 09/11/2018, a Socioambiental participou do XII Congreso de la Sociedad Latinoamericana de Especialistas en Mamíferos Acuáticos (SOLAMAC) (solamac.org), em Lima no Peru, e teve a oportunidade de apresentar parte dos avanços e possibilidades de descobertas que o PMC-BS (Projeto de Monitoramento de Cetáceos – baleias e golfinhos – na Bacia de Santos) está conquistando.

Leia mais

A campanha de Telemetria é um subprograma de Projeto de Monitoramento de Cetáceos da Bacia de Santos (PMC-BS). Seu objetivo é realizar a implantação de transmissores satelitais e DTAGs para obtenção de dados de deslocamento, padrões comportamentais e de uso de habitat das espécies de cetáceos, assim como coleta de biópsias (pele e gordura) para análises de genética, biomarcadores e contaminantes.

Leia mais

A Socioambiental foi destaque no estudo de caso sobre o uso da plataforma GISCloud em monitoramento e fiscalização ambiental. O artigo aborda os desafios enfrentados na Fiscalização Ambiental e Sócio Patrimonial (FASP) das Usinas Hidrelétricas de Itá e Machadinho, e como a plataforma GISCloud pode auxiliar a tornar mais eficiente o processo de coleta de dados em campo.

Leia mais

A SOCIOAMBIENTAL CONSULTORES ASSOCIADOS contratou o INSTITUTO MAPA, uma empresa de referência que atua há mais de 20 anos no setor de pesquisa estatística, para o desenvolvimento da pesquisa de opinião pública na comunidade do Ratones e Vargem Pequena. O objetivo do trabalho é delinear opiniões, sentimentos e a percepção de moradores sobre o bairro e a possível implantação de projeto de aerédromo para aeronaves de pequeno porte na localidade. Esta pesquisa de opinião é um requisito da FATMA para compor o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) do empreendimento, que deve ser concluído até o final do mês de julho.

Leia mais